Lola Almeida | Acompanhante | Porto Alegre

lola almeida

Conto 2# Interagindo com uma menina transexual

Nos conhecemos a cerca de três anos, ele sempre me procura, ou em Porto Alegre ou em São Paulo, é um cinqüentão com cara de safado, olhar penetrante, charmoso e que topa todas minhas propostas, dos mais variados fetiches. Ele gosta muito de sexo anal então eu propus nos encontrarmos com uma menina trans e ele como é liberal topou na horaaaaaa… Marcamos com a menina e nos encontramos no motel, ele nos recebeu na porta como um bom gentleman e nos ofereceu uma bebidinha para descontrair, a menina tomou Keep cooler e eu e meu lorde Whisky, quando ela se despiu comigo ele ficou maravilhado com o corpo torneado e cheio de formas da menina, a única diferença de mim comparando com ela era o seu membro peniano, pois o corpo feminino e cheiroso dela deixou ele louco. Nós duas começamos a chupar o pau dele com vontade, uma de cada lado, ele de pé e nós de joelhos no chão, a mão dele segurava a nossa cabeça mostrando a velocidade que ele gosta de um boquete, gemendo e pedindo para continuar, até que fui para o meio das pernas dele (ainda de pé) e fiquei lambendo as bolas enquanto a menina engolia aquele pau duro, com as veias saltadas de tanto prazer! Fomos para a cama e ele pediu para eu chupar a menina enquanto ele me chupava, sabe aquele trenzinho safado de um ménage? Muito gotoso! Eu chupava o membro da menina, e ela estava tão ereta que me deu tanto tesão, pois pensei: “eu mulher, estava fazendo outra mulher trans ter prazer”, foi gratificante pra mim!!! O safado mandava eu chupar ela cada vez mais e voltava a lamber meu grelo com todo gosto, língua bem molhada e dura, achando o pontinho que eu adoro, na bucetinha, e com essa mistura de dar e receber prazer, eu gozei loucamente, estava sendo intenso para mim, aquele trio deu muito certo.
Ele viu a bunda dela no espelho e disse para ela: “Preciso comer esse rabão”, foi para a beira da cama, de pé no chão e comeu ela de quatro, enquanto ela chupava minha bucetinha, o cachorro só falava “ Não sei qual o cuzinho mais apertado, se o teu ou o da Lola” kkkkkk, então ele comeu o cuzinho dela, até ela dizer, “ VOU GOZAR”, e ela gozou com ele comendo o seu cuzinho, ela tinha muito leite, o nosso encontro estava pegando fogo!!!!! Então ele disse: “Agora é tu Lolinha, quero comer teu cu”, trocamos a camisinha e ele começou a me socar, me pegou pelo quadril de quatro e eu pedi para socar com vontade, e o safado me obedeceu kkkk socou com tudo até gozar no meu rabinho. DELÍCIA DE ENCONTROOOO!!! Fomos para a banheira terminar nossas bebidas e rir um pouco, falar putarias e afins heheheheheh.

Gostou deste conto? Compartilhe!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Leia também!

Conto 1# O moço das bergamotas

Esse gato conheço fazem alguns anos, sempre me chama de sua “putinha preferida” kkkkkk, ele costuma me presentear com vinhos e espumante, mas desta vez

Read More »